Voltas

Estacionei em frente a garagem do motel e avisei que havia chegado. Um carro passa ao meu lado, curiosos. Entro no quarto, nos apresentamos e conversamos um pouco. Sua fisionomia não é estranha. 

Minutos depois meu vestido está jogado em cima da cadeira e já estou nua deitada enquanto mãos percorrem meu corpo. O homem grande e barbudo ficou excitado bem rápido. Deitada com a barriga para cima, ele vem entre as minhas pernas e me chupa fazendo sua mágica oral. Sua boca era suave e agradável, mas não gozei. Retribui.

Pouco depois, encapou-se e penetrou, de frente, de lado, de quatro e gozou quando sentei-lhe por cima subindo e descendo. 
O fato é que sua aparência não me era estranha, fiquei a pensar sobre isso enquanto ele tomava banho, então não aguentei a curiosidade e perguntei: 
- Qual seu nome? 
- Sou fulano.
- Humm, você por acaso já trabalhou em tal lugar?
- Sim.
- Aaah, eu sabia que te conhecia...

Depois de uma ducha e um pouco mais de conversa, transamos mais uma vez, gozei enquanto eu me tocava, ele me penetrava, e seu telefone tocava. Tudo junto.

O sujeito era professor na época da minha primeira faculdade., embora não tenha dado aula para mim, eu notava sua existência. Agora estava feliz em outra profissão e morando em outra cidade. 
Que voltas dá esse mundo...

...

Beijos,
Nina

CONVERSATION

1 comentários:

  1. O mundo é mesmo muito pequenino. O ontem pode muito bem estar hoje, e amanhã, e noutro dia, ao virar de qualquer esquina.
    .
    * VIRGINDADE da mulher: Não sangrar numa relação sexual, é sinal de que não era virgem? *
    Bjo

    ResponderExcluir